Blog

details
26/09/2019 às 15h13

Você já pensou o que é identidade visual?

Nada mais é que um conjunto de elementos sistematizados com a intenção de representar visualmente uma empresa, instituição, serviço ou produto.

Imagine uma empresa como se fosse uma pessoa. Essa pessoa teria um rosto, um nome, uma assinatura e até um estilo próprio de se vestir. Com essas características você reconheceria essa pessoa em qualquer lugar do mundo, certo?

O mesmo acontece com a identidade visual! São elementos como nome, logotipo, símbolo, tipografia e cores que tornam essa empresa única e reconhecível entre todas as outras.

Isso porque a criação de identidade visual tem a função de representar muito além da empresa em si, mas sua filosofia, sua visão e essência.

No entanto, apesar dessa definição muito bem fechada e aceita por todos especialistas, existe muita confusão na cabeça do público misturando esse conceito com branding ou marca.

Grande parte da culpa vem das próprias empresas que oferecem algum desses serviços, se aproveitando do desconhecimento dos contratantes para oferecer trabalhos os quais não possuem especialização.

Por isso, para que você não seja enganado por nenhum desses profissionais mal intencionados, falaremos agora sobre as diferenças entre o que é identidade visual, branding (gestão de marca) ou marca.

Identidade X Branding X Marca

A marca é toda a ideia que a empresa tenta transmitir ao seu público. São seus princípios, a maneira como ela quer ser percebida pelas pessoas.

Já a criação de identidade visual de marca, como vimos, é a produção de elementos gráficos pensados com o objetivo de representar esses princípios visualmente.

Enquanto o branding é um esforço muito além dos elementos gráficos. Ele é o trabalho de gerenciamento da percepção do público sobre a marca, criando uma relação afetiva entre o consumidor e a empresa.

Apesar de serem coisas interligadas, o trabalho de branding e de criação de identidade visual de uma empresa não precisam necessariamente andar juntos.

Por esse motivo, muitas empresas com pouco orçamento escolhem apenas a primeira opção, afinal, o branding é um investimento valioso e continuo. Por isso, é importante saber usar as estratégias de branding para sua empresa crescer.

Mas isso não quer dizer que criar identidade visual de marca traz menores benefícios, aliás, muito pelo contrário. Os benefícios dessa ação são significativos!

Quer descobrir quais são eles? Vamos ao próximo tópico.

Benefícios de criar identidade visual

A primeira questão sobre os benefícios de criar identidade visual, como vimos, é tornar sua empresa única, identificável pelos consumidores e reconhecível entre as concorrentes.

Além disso, a simples criação desses elementos dá à empresa um caráter mais profissional, confiável pelo público. É um posicionamento muito mais concreto no mercado.

Tudo isso porque é por meio desses elementos gráficos que a empresa transmite ao mercado seus conceitos e princípios. No popular, é como ela “mostra a que veio”.

A conclusão é fácil: quando a empresa se coloca no mercado com algo profissional, confiável e de qualidade por meio dos elementos gráficos, sua lembrança fica mais clara na mente do mercado consumidor e isso, consequentemente, impacta positivamente nas vendas.

Se não acredita, é só pensar nas grandes marcas de sucesso! Todas elas têm seus elementos gráficos muito bem definidos.

Por exemplo, o logotipo da Coca-Cola é fácil de lembrar, ou só de falar em McDonald’s já é possível visualizar o logo da empresa e quem pensa em velocidade, lembra do cavalo da Ferrari.

Assim fica mais que provado, não é?!

Aliás, se as vendas são seu foco, confira 7 dicas de como vender mais e alavancar seu negócio! 

Mas agora, retornando ao nosso tema inicial… Já te demos bons motivos para investir na criação de identidade visual. Por isso, vamos te ensinar como desenvolvê-la.

Como criar identidade visual de uma empresa?

Antes de mais nada, precisamos aconselhar algo antes de começar. Isso mesmo, uma dica antes das dicas, o passo de número zero:

Em seu processo de criação de identidade visual de marca considere contratar designers para realizar o projeto, ou no mínimo aconselhar e direcionar.

Isso porque os designers não são só especialistas em operar softwares ou criar desenhos. Eles são treinados com o objetivo de oferecer soluções criativas a diversos tipos de problemas.

Dito isso, vamos seguir em frente. Vamos às dicas de criação de identidade visual!

Pare e pense

Como vimos, a representação visual da sua marca deve destacar todos os aspectos mais importantes da sua empresa. Por isso, o primeiro passo na criação de identidade visual é entender quais são esses pontos a serem representados.

Para isso, reúna seus sócios ou funcionários mais significativos em uma reunião na qual todos possam dar suas perspectivas sobre os valores da empresa a serem transmitidos para o mercado.

Aliás, vale até mesmo fazer uma pesquisa entre os colaboradores.

Assim, o resultado dessa coleta de opiniões será como um briefing que guiará a criação de identidade visual.

Estude a concorrência

Muitos não gostam de admitir, mas a cópia é um dos primeiros passos da criação. Então faça como os fãs do Big Brother e dê uma espiadinha em sua concorrência para criar identidade visual de marca.

Perceba quais elementos as demais empresas do seu ramo tem em comum, quais são as formas e cores usadas. Essas semelhanças padrões serão suas referências, como uma mapa do caminho a ser seguido pela sua identidade visual.

Escolha uma boa tipografia

Quando você pensa no nome Coca-Cola, como essa palavra aparece escrita em sua cabeça? Agora pense em Gillete ou Burguer King.

Sem dúvidas, as letras marcantes e a forma como são escritas estão aí na sua memória. É exatamente esse o grande mérito de uma boa tipografia, ela ajuda a fixar a marca na memória ao criar identidade visual de uma empresa.

No entanto, existe uma lógica na escolha dessas fontes de letras a serem usadas em logos. Você deve seguí-la se quiser transmitir a essência de sua marca e nesse momento a consultoria de um designer será importante.

Aplique a psicologia das cores e formas

É muito importante saber que as cores e formas aplicadas em logotipos e em o que é identidade visual de marca como um todo devem ter um propósito.

Afinal, determinadas cores e formas produzem diferentes efeitos na cabeça do consumidor.

Por exemplo, se você estiver lendo este texto agora na praça de alimentação de um shopping verá em volta como a maioria dos restaurantes fazem uso das cores vermelhas e amarelas, causando fome e impulsividade.

Ou ainda, se estiver em uma sala de espera em algum tipo de consultório, poderá reparar como tudo é branco ou azul, transmitindo tranquilidade e limpeza.

O mesmo vale para as formas da identidade visual. Círculos podem passar ideias mais amistosas, enquanto quadrados dão uma ideia de maior seriedade.

E claro, nada impede que a combinação desses elementos funcione bem, desde que ela seja pensada com bom propósito.

Use proporção e simetria

Existem várias teorias sobre a criação de imagens baseada em proporções, são questões bem profundas e estudadas arduamente por artistas e designers.

O fato é que imagens proporcionais e simétricas se tornam mais agradáveis aos olhos humanos, sendo interpretadas como mais belas e elegantes, funcionando bem quando o objetivo é criar identidade visual de marca.

Aproveite os espaços negativos

Técnica bastante utilizada e de sucesso comprovado, útil para transmitir mensagens subliminares ou óbvias por meio da criação de identidade visual de marca.

Você já deve ter reparado, por exemplo, mas na parte de dentro do logo do Carrefour está a letra “c” de Carrefour. Esse é um ótimo exemplo de utilização dos espaços negativos.

Muitas vezes, a composição faz os espaços negativos terem mais de uma função. Por exemplo no logo da Heineken em que o “e” também forma um rostinho feliz.

Mantenha a simplicidade

Última, mas valiosa dica sobre a criação de identidade visual de uma empresa: seja simples. Dessa forma, a ideia transmitida será clara, não sendo aberta a outros tipos de interpretação.

Se a ideia for fixar a mensagem na cabeça do consumidor, apostar no simples é o caminho. Até porque excesso de elementos e cores podem confundí-lo causando repulsa e a ideia de falta de profissionalismo.

Nesse sentido, será muito importante aprender cada vez mais sobre o conceito de design.

Da cor do sucesso em forma de vendas!

Vimos neste conteúdo a relevância da criação de identidade visual em uma empresa. Afinal, ela será a responsável por levar ao consumidor todos os princípios e promessas de um negócio. 

Esses elementos visuais ajudam o público a memorizar sua empresa, ganhando aspecto profissional e se diferenciando da concorrência.

Uma vez criada, a identidade de sua empresa está pronta para ser utilizada das mais variadas formas, seja em banners, folders, cartões de visita, cadernos e outros materiais personalizados.

 Com isso, muitos benefícios podem surgir, principalmente em suas vendas! E quem não quer vender mais?!

 Para te ajudar nessa tarefa. separamos as principais dicas a serem levadas em conta ao criar identidade visual. Lembre-se, pense na ideia a ser passada, escolha os melhores elementos e cores para passá-la e se mantenha simples.

Com dicas como essas para criar identidade visual de uma empresa, você só pode seguir no caminho certo! E vai continuar assim acessando os conteúdos do blog Ideal Marketing.